domingo, 4 de março de 2018

Pretérito




                                                                               
Equação
O nosso amor foi uma equação
a duas incógnitas: Tu e Eu.
Eu amei-te, vivi na ilusão
e o teu amor por mim, esmaeceu.


E o cupido que nos atraiçoou,
ao brincar com os nossos corações,
a flecha do amor o alvo errou,
pondo termo às nossas ilusões...


Mas, o culpado do que aconteceu,
não foi o cupido, nem Tu nem Eu.
E porque esse amor pertence ao passado,

caiu no chão, ficou esmaecido,
pergunto a mim mesmo, entristecido,
se não foi disso, o cálculo, o culpado
!...
(Escrito em 02/09/65)

Nota: A jovem daquele tempo faleceu no passado mês Fevereiro de 2018 com 71 anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários serão publicados após análise do autor do blogue.