segunda-feira, 12 de abril de 2021

A PETIÇÃO




"Traduzindo a indignação gerada pela decisão, do juiz, Ivo Rosa, foi colocada na Internet uma petição pública, dirigida ao provedor de Justiça, à Assembleia da República e ao Supremo Tribunal de Justiça".


Trata-se de uma manifestação espontânea que até à data foi subscrita por mais 170 mil cidadãos que se sentem defraudados com a degradação e ineficácia da justiça para julgar os grandes corruptos que não pode ser ignorada. É um sério aviso de que algo está muito mal.
É uma forma "do direito à indignação" defendido por muitos democratas e que eu perfilho.  

Diz-se que a petição devia ter sido dirigida ao CS da Magistratura e não à AR (salvo melhor opinião) porque existe separação de poderes. Por isso, afirma-se, não tem valor legal.  

Vem a talhe de foice dizer que o 25 de Abril que eu apoiei desde a 1ª hora, também não foi legal e nem por isso os militares desprezaram o apoio massivo do povo descontente com o anterior regime. E muito bem. 

Vem isto a propósito de um conhecido e prestigiado militar de Abril ter invocado Baudelaire para criticar a petição em curso e a manifestações das multidões.

Não posso deixar de dizer que fiquei surpreendido com o que li. Por isso é que nas actuais circunstâncias em que a podridão do sistema é evidente, creio que é curial perguntar aos militares de Abril (a quem continuo a prestar a minha homenagem) de que lado da barricada é que eles estão.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários serão publicados após análise do autor do blogue.