quarta-feira, 22 de maio de 2013

A crise e as elites

(...) Com estas elites – muito parecidas com as que viviam confortáveis no domínio filipino –, Portugal não enfrenta nem o presente nem o pós-troika. Têm uma visão tutelar sobre o povo que julgam conhecer mas, na verdade, estão a léguas do País, da rua e das soluções necessárias à modernização da economia. - Eduardo Dâmaso - in Correio da Manhã.

Ler tudo aqui.

1 comentário:

  1. Um dos problemas deste regime é que já não se consegue distinguir quem são os Miguéis de Vasconcelos e quem luta pela dignidade e sobrevivência do País. Se é que alguém está a lutar por isso.

    ResponderEliminar

Os comentários serão publicados após análise do autor do blogue.