domingo, 31 de outubro de 2010

Os Corsários



Crónica de fim de semana.

A construção das muralhas ou fortaleza de Buarcos teria começado no tempo de D. João I, mais propriamente no reinado de D. Manuel I de Portugal em 1495-1521.
Juntamente com o fortim de Palheiros e o forte de Santa Catarina na Figueira da Foz, constituíam o sistema defensivo deste trecho da costa portuguesa que era constantemente invadida por corsários holandeses e ingleses e piratas da Barbária que perseguiam os habitantes das povoações ribeirinhas e saqueavam tudo o que encontravam.

Às vezes, piratas de origem diferente, actuavam em parceria e dividiam entre si os teres e haveres das populações que muitas vezes fugiam para não perderem a vida.
O mar através do qual descobrimos meio mundo e que já foi a causa da nossa glória, também nos deu alguns dissabores. Daí a necessidade de, na vasta costa portuguesa, se construirem várias fortificações militares em pontos estratégicos do litoral para impedir o saque dos piratas oriundos das mais diversas origens.

Vem isto a propósito do Sarau feito pelos “Antigos Alunos da Escola Bernardino Machado” no pretérito dia 29 no Auditório da “Obra da Figueira” que teve a participação do coral, Cantigas de Tavarede.

No seu repertório o coral tem um número com o título, Os Corsários, que foi cantado nesse dia, cuja letra diz o seguinte:

"Praticamos a abordagem
E na pilhagem
Ninguém nos pode igualar.
Aonde desembarcamos
Tudo saqueamos
Nada deixamos ficar.

Dinheiro, pratas e oiro,
Um bom tesoiro
De Buarcos recolhemos…
E assim da mesma maneira
Lá na Figueira
Os frades não esquecemos."

Ao recordar esta história dos corsários, com um amigo comum, considerámos que os tempos agora são outros e que os piratas já não vêm do mar. Os piratas, agora, estão cá dentro. Não usam espadas nem arcabuzes. Não deixando de actuar também muitas vezes em parceria, têm um modus faciendis diferente, mas por isso mesmo, mais sofisticado e perigoso. Não gritam nem dão tiros e, curiosamente, falam em defender o bem comum mas “desviam” para contas privadas. Dividem, igualmente, o produto do saque como os piratas do passado. Dizem defender a Pátria, mas hipotecam a independência e o futuro do País ao capital e interesses estrangeiros.

PS:
Nesta crónica existe uma moral que não foi totalmente conseguida. Daí a razão porque eliminei o último parágrafo. No passado a nossa reacção era expulsar os piratas para o mar de onde tinham vindo. Hoje não só não os expulsamos como também votamos neles o que não deixa de ser um paradoxo de um povo que já foi grande, mas que hoje está abúlico e conformado.




(Clicar na imagem para zoom)



sábado, 30 de outubro de 2010

Portugal sob o domínio do "centrão"...

"Portugal continua solidamente sob o domínio do "centrão", que o desgovernou por turnos durante mais de 30 anos. Parece que dentro de pouco tempo a incompetência e a corrupção do PSD vai substituir a incompetência e a corrupção do PS."
(Vasco Pulido Valdente-in Público de hoje)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O atleta dos "robalos"!...

"O Ministério Público (MP) de Aveiro não tem dúvidas: «Armando Vara, fruto das funções ministeriais, políticas e bancárias por si desempenhadas, urdiu uma extensa teia de contactos», que usou para ajudar o empresário de sucata Manuel Godinho a conseguir contratos com a EDP e a obter novos concursos com a Refer."- Ver o texto completo aqui.

À notícia agora publicada não fazemos qualquer comentário; o texto fala por si.

Apenas sublinhamos os links que se seguem sobre o mesmo assunto.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Angela Merkel impõe as regras!...


"Angela Merkel vai à cimeira da União Europeia defender uma reforma do Pacto de Estabilidade e, consequentemente, uma alteração do Tratado de Lisboa, por forma a facilitar a aplicação de sanções mais rigorosas aos países que não respeitem os critérios de convergência."
Ver TSF
A chanceler alemã cada vez mais autoritária, quer alterar o tratado de Lisboa e impor sanções aos países incumpridores, os mais pequenos, vítimas do sistema, é certo, mas muito por culpa deles próprios.

Não há nada de novo debaixo do Sol e o cenário que se aproxima não nos surpreende. O velho sonho da unificação europeia, continua a ser um mito. O rigor prussiano do 1º chanceler alemão, Bismarck, está a vir ao de cima.

A chanceler alemã já tinha avisado: "ponham os olhos na Grécia".

Mas nós, tal como na fábula da cigarra e da formiga, que já andamos a cantar há muito tempo, continuámos a cantar. O próximo degrau será sair do euro, com a recomendação alemã: "pois, dancem agora".

E agora?

"PS e PSD romperam negociações sobre o Orçamento de Estado para 2011. Eduardo Catroga justificou a rutura com uma "posição inflexível" do executivo, na declaração proferida hoje na Assembleia da República."


Ver aqui.

Cavaco, o candidato, ou quem nos governa...

Sobre a recandidatura do PR, Adelino Maltez, professor de Ciência Política do ISCSP, disse:

"Quando Cavaco Silva assumiu a liderança do PSD declarou que era um homem da esquerda moderna. Um reformista, inspirado por Eduard Bernestein. Por ironia do destino, quando José Sócrates assumiu a liderança do PS, declarou ser da esquerda moderna inspirado por Bernestein. Isto é, um e outro mais do mesmo em termos de referências ideológicas. No fundo os dois modelos PS e PSD são meros irmãos inimigos que acreditam no rotativismo e não denunciam o pior vício que estes situacionismos que é o chamado devorismo ou corrupção."

P.S.:-ler na íntegra as declarações do professor, Adelino Maltez.

Ver aqui.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Os "Banksters" - II

Para se entender a crise mundial publico um DVD que de modo satírico, esclarece, parcialmente, a forma subtil de como actua o neo-liberalismo capitalista com os resultados desatrosos que se conhecem.
Muito do que se passou com alguns banqueiros e com a nossa banca, nomeadamente com o BPN, parece que foi decalcado dos "banksters" norte americanos-ver aqui.

O povo faz sacrifícios e vive de esperança, esperança essa que é manipulada pelos grandes e obscuros interesses; mas é preciso não esquecer que quem vive de esperança, vive de de vento: enche-se depressa mas não engorda.
Quem engorda, obviamente, são sempre os mesmos.


segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Quem quer "tramar" os Juízes?




Afinal, segundo Marinho Pinto, bastonário da Ordem dos Advogados, os nossos juízes são exemplares e até ganham pouco.

Os "banksters"

Vem no Correio da Manhã de hoje a seguinte frase da eurodeputada do PS, Ana Gomes:
"Os "banksters" (banqueiros-gansters) criaram a crise. Os bancos devem agora ajudar os europeus a sair da crise."

Igual a si própria, Ana Gomes põe o dedo na ferida e chama os bois pelos nomes.
Damos de barato que alguns banqueiros podem até não ter culpa do colapso financeiro de que estamos a ser vítimas. Mas acreditar que aqueles que provocaram a crise podem ser os mesmos que nos vão ajudar agora é ser demasiado ingénuo. Lá diz o ditado: cesteiro que faz um cesto, faz um cento.
Vem a talhe de foice perguntar: por onde andam alguns culpados da crise do BPN?

domingo, 24 de outubro de 2010

O buraco do BPN continua



Depois de o Estado ter injectado 4.600 milhões de euros no BPN, este banco precisa de mais um reforço de 400 milhões de euros.
A falta de informação aos portugueses sobre o que se passa por quem de direito é sintomática.

Somos obrigados a pagar as engenharias fraudulentas da banca, mas quanto a explicações estamos conversados. Continuamos a ser olhados como um povo de menor idade que aceita tudo o que lhe impõem.
Um buraco maior do que aquele onde estiveram soterrados os mineiros do Chile. Mas esses salvaram-se!...
Talvez a supervisão de Bruxelas aos orçamentos de Estado acabe por ser um mal menor. Um dia destes, para nossa vergonha, acabaremos mesmo por ser administrados por um directório europeu, com sede em Lisboa, já que somos uns tipos impossíveis de governar como dizia o general romano que andou por aqui nos tempos idos da Lusitânia.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

O pensamento do dia

"Há qualquer coisa de podre, há qualquer coisa de decadente e de vil neste tempo. Repare-se no rosto dos que estão no poder, e no daqueles que estão preparados para os substituir. Sempre aquelas caras que pouco se alteram. Sempre os mesmos hábitos. Sempre o mesmo sarro da aldrabice, da dissimulação, do desdém por todos nós."
(Batista Bastos)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Ser Juiz não é fácil...



«Estamos a pagar a factura de ter incomodado, nas investigações (face oculta e outros) e no trabalho jurisdicional que fazemos, os boys do Partido Socialista."

(Presidente da ASJP)

"Serões do Mondego"


«Serões do Mondego» esta noite no Casino Figueira

"A partir das 22h00 desta segunda-feira, em mais um dos “Serões do Mondego”, sobem ao palco os grupos de dança “The Green’s” e “Venga Dance”, respectivamente do Centro Cultural Desportivo Recreativo Matas e Cipreste e do Centro Recreativo Cultural Carvalhense; o Rancho Etnográfico do Conselho de Moradores da Borda do Campo e o Grupo de Cantares da Sociedade de Instrução Tavaredense. A Banda da Associação Filarmónica União Verridense é a convidada especial. A entrada para esta festa do associativismo da região da Figueira da Foz é livre."
(Clicar na imagem para zoom)

Órgãos municipais de candeias às avessas...


"Assembleia Municipal critica falta de diálogo da Câmara da Figueira"

Com uma AM presidida por um elemento da oposição outra coisa não era de esperar.
Aí está o resultado da "facada" nas costas de que foi vítima Luís Tovim que era o candidato natural à Assembleia.

domingo, 17 de outubro de 2010

Fado de Coimbra, sempre...


MusicSRC.com - Music Videos

Já ouvi dizer que há o Fado de Coimbra e o de Lisboa ao que alguém contrapôs:
"O Fado nem é de Coimbra nem de Lisboa: é uma expressão da alma Portuguesa; é de Portugal e de todos os Portugueses".

Continuação de bom Domingo.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Ralham as comadres, descobrem-se as verdades...

"O deputado socialista Victor Baptista acusou o chefe de gabinete do secretário-geral do PS de o ter tentado afastar da corrida à presidência da Federação de Coimbra com um cargo numa empresa pública, acusação negada por André Figueiredo."

(In Diário das Beiras)

Rafael Carriço: "Sou artista, não sou político"


Nota positiva para Rafael Carriço que à frente do CAE não desmereceu a confiança que nele depositaram, pese embora as críticas de alguma oposição.

Em declarações ao Diário das Beiras disse: "eu sou um artista, não sou político", o que aliás só o faz subir na consideração dos seus conterrâneos
e não deixa de envergonhar, por outro lado, alguns "artistas" cá do burgo e pretensos gestores políticos, que deixaram a Câmara no caos financeiro que se sabe.



quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Fazer o bem

Vale a pena estar no governo não para servir a República mas a si próprio e ‘seus muchachos’?

(Rui Rangel, juiz desembargador)

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Balada a Sócrates



A música de intervenção continua a ser um meio excelente de crítica aos governos. A escolha deste DVD foi inspirada no "Pessoal da Corda" que com algum sentido de oportunidade o publicou hoje no seu blogue.

Com a devida vénia, meu caro João Silva, porque hoje não tenho tempo para mais, nem paciência para falar da "bagunça" que vai por este País.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Às vezes falando; outras vezes pensando...



"Não sou político; sou principalmente um individualista. Creio na liberdade; nisso se resume a minha política...Sou pelos homens; essa é a minha natureza."

(Charlie Chaplin)

domingo, 10 de outubro de 2010

Paciência e resignação ...

Acabei de ouvir Marcelo Rebelo de Sousa na TVI no seu programa habitual de Domingo.
Questionado sobre o orçamento de Estado para 2011, fez um apelo para que os líderes dos maiores partidos portugueses chegassem a um entedimento para que o mesmo seja viabilizado no próximo dia 29 na AR, sob pena de o País ficar na insolvência se tal não acontecer. Apelou ao sentido de Estado e ao bom senso dos governantes que, na nossa opinião, são os únicos responsáveis pela situação a que se chegou.
Ao povo ficou implícita outra mensagem:

"A paciência, o lugar último de todas as virtudes que bem pode ser a maior das invenções humanas de conformismo e resignação ao absurdo e ao injusto de todos os dias."


(Isabel Leal)

A Música e a Alma



Mozart - Piano Concerto nº 21-Andante- "Elvira Madigan"

"A diferença entre "O ícone atual de música de criança" e Mozart é somente isso. Em 50 anos ninguém se lembrará do teenyboppers de hoje porque haverá um milhão mais. Mas só já será um Mozart, Beethoven e o punhado de outros grandes compositores de seu tempo. Eles viverão para sempre, ou contanto que o mundo é em volta, como esta centenas boas de exemplo de anos podem passar, mas estes pedaços representam Imortalidade.
As pessoas que dizem o contrário são duendes travessos de conversa de lixo."
(In Youtube)

Bom fim de semana.

sábado, 9 de outubro de 2010

O último lenitivo: a esperança...

"Numa altura em que há dúvidas se os deputados vão assumir, em pleno, a condição de representantes do Povo e não dos aparelhos partidários, é legítimo que os cidadãos tenham esperança de que o Executivo e o Legislativo sejam controlados, na legalidade das suas decisões, pelo Poder Judicial." - Ver aqui.

Creio que uma das últimas esperanças dos portugueses é mesmo a justiça, apesar de tudo. Uma Justiça que não esteja hipotecada ao poder vigente nem a qualquer outro poder no futuro.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Algo se passa nos areópagos da Justiça

Queixa crime contra procurador geral

"O presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Noronha Nascimento, recebeu esta semana uma queixa-crime contra o procurador-geral da República, Fernando Pinto Monteiro, o vice-procurador-geral, Mário Gomes Dias, e o secretário da procuradoria-geral, Carlos Sousa Mendes."

Ver - (In Público on-line)

Daniel Santos e a crise da Câmara


Em entrevista ao Diário das Beiras, Daniel Santos disse:

"A ideia que eu tenho é que o passivo da Câmara no final do nosso mandato era de 15 milhões de euros e quando o segundo mandato de Duarte Silva terminou era de 90 milhões de euros."

Esta afirmação do líder do Movimento 100%, embora já fosse do conhecimento público, não deixa de ser espantosa. E a maioria dos munícipes tem que questionar:

E não há culpados? E um dos autores desta gestão danosa ainda teve a lata (passe o plebeísmo do termo) de se recandidatar a presidente da Edilidade?

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

PSD da Figueira não se entende


Via Outra Margem soubemos que Teresa Machado, abandonou o seu companheiro de route, Lídio Lopes.

"A presidente da mesa do Plenário do PSD da Figueira da Foz demitiu-se ontem. Ao que foi possível apurar, Teresa Machado apresentou a demissão através de carta, que deixara nas instalações do partido horas antes do início da reunião da Comissão Política Concelhia."

Com o sexto sentido que é peculiar nas mulheres, a vereadora do PSD bateu com a porta, dando razão ao provérbio: "Prefiro burro que me leve do que cavalo que me derrube".
(Clicar na imagem)

Os filhos legítimos da República

"Quem são os filhos legítimos desta República? Não são os portugueses honestos, probos, que não vivem dos tachos e debaixo do manto da senhora protectora. São aqueles que lhe sugam o sangue, que estão na rede clientelar e que se aproveitam das suas fraquezas e debilidades, para os seus interesses pessoais ou de grupo."- Rui Rangel, juiz desembargador.

Declarações desassombradas de um magistrado a quem faço a minha vénia!...

À parte qualquer burocracia orgânica ou técnica que obviamente me ultrapassa, este Senhor (com letra grande) dificilmente seria indicado na lista de candidatos para representar Portugal no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, por razões óbvias.

Acabaram-se os comentários

De quando em vez recebo alguns comentários anónimos de cariz intimidatório e desmobilizador que não chego a publicar.
Hoje (ontem) às 19:36 recebi outro comentário do mesmo jaez, sobre o meu post anterior, de um cidadão que é useiro e vezeiro, nestas situações.
Fiz-lhe um repto que não aceitou.

Tenho quase a certeza de quem se trata. E se for quem eu penso admira-me bastante que se sirva do anonimato, para invadir um espaço digno, sério e isento que pretende tão-somente inter-agir na blogosfera com outros cidadãos, com a melhor das intenções.

Certos métodos não são compatíveis com a cidadania plural que muitas vezes é apregoada, mas não praticada por muitos senhores, espartilhados pela labita partidária véu, não poucas vezes, dos seus interesses pessoais que não da Res-pública que é suposto defenderem.

Fica o gesto despropositado, soez, se não, iníquo, da intimidação.
Mas há que tirar ilacções e agir em conformidade para que tal não se repita:
A partir de agora os comentários neste espaço só são permitidos a quem os quiser fazer de cara descoberta.

Lamento esta medida porque o bom contributo de alguns anónimos que aqui vieram com a melhor das intenções, não o mereciam. Eles sabem a razão porque o faziam e eu também.

Mais uma vez paga o justo pelo pecador.

Parafraseando Shakespeare:

"A Vida é o que é; não o que foi ou o que será".

E é com esta realidade amarga que temos de viver o nosso dia a dia!...

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O Conselho da Europa disse: Não

Conselho da Europa chumba lista candidata ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem - Ver aqui.

Como cidadão português não fico "espantado", mas custa-me ver este veto porque tem uma leitura que não pode deixar de ser desprestigiante para o País. O problema é que a Justiça do Conselho da Europa não anda de olhos fechados!...



A verdade

"Há personagens secundárias e quase desconhecidas do grande público que fizeram fortunas colossais à custa do dinheiro do Estado ou de privilégios públicos. Os corruptos, a rede de interesses que criaram e os políticos e decisores ineptos são os culpados directos do estado a que o País chegou."

(In Correio da Manhã)

A verdade não é dita nos discursos de circunstância, por razões que todos nós percebemos. É dita por alguns homens de letras. Por cidadãos respeitáveis e atentos que clamam no deserto, não alinhados no sistema vigente e apreensivos com o rumo do País. Por jornalistas que emergem da mediocridade, que podemos considerar Homens com H grande, como é o caso do articulista em presença.

Só nos resta esperar que este povo não continue tão abúlico como parece!...

Naval apresenta treinador


O técnico Rogério Gonçalves prometeu “trabalho, empenhamento e dedicação” na apresentação como novo técnico da Naval, actual 14.ª classificada da Liga, sucedendo no cargo ao francês Victor Zvunka.

“Estou confiante e essa é uma das razões por que estou aqui. Vamos lutar por mudar o que não está bem, tendo consciência de que no futebol nada é fácil”.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

A Portuguesa




"A Portuguesa" foi composta em 1890, com letra de Henrique Lopes de Mendonça e música de Alfredo Keil, e foi utilizada desde cedo como símbolo patriótico mas também republicano. Aliás, em 31 de Janeiro de 1891, numa tentativa falhada de golpe de Estado, também conhecida pela revolta dos Sargentos, que pretendia implantar a república em Portugal, esta canção já aparecia como a opção dos republicanos para hino nacional,[1] o que aconteceu, efectivamente, quando, após a instauração da República a 5 de Outubro de 1910, a Assembleia Nacional Constituinte a consagrou como símbolo nacional em 19 de Junho de 1911. " - (Pesquisa na google)

Nota: clicar nas outras versões

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

O Centenário da República



"Sabe qual é o centenário que se celebra amanhã? Se não sabe, não fique envergonhado, porque está longe de ser o único. De acordo com uma sondagem exclusiva da Aximage para o CM, mais de 38% dos portugueses não sabe que a 5 de Outubro se celebra o centenário da Implantação da República. Só pouco mais de metade dos inquiridos consegue dar a resposta certa, com 7,3% de respostas erradas."


Quando fiz a minha quarta classe (hoje 1º Ciclo do Ensino Básico) não passava pela cabeça de ninguém não saber a data da implantação da República ou a data da batalha de Aljubarrota.

Hoje havendo em Portugal cerca de 9% de analfabetos, isso quer dizer, grosso modo, que 29% dos que não sabem responder correctamente à questão têm, pelo menos, o equivalente ao Ensino Básico. Porém, não conhecem a História de Portugal o que não deixa de ser um indício de uma "doença", ainda não erradicada no Portugal Democrático e Republicano.

Mais uma razão a juntar a tantas outras onde avulta a crise económica e financeira que vivemos, em muitos aspectos muito semelhante à da 1ª República iniciada em 5 de Outubro de 1910, excepção feita à violência que a caracterizou.

Apesar de tudo evoluímos, não existe o obscurantismo que esteve na génese do movimento libertador de há cem anos, e somos livres de pensar e de agir.

Talvez por isso, o que não é pouco , mas que pode ser e é imperioso que seja muito mais do que isso, nem que para tanto outros intérpretes do sentir do Povo se levantem para tirar da fossa esta velha Nação de quase 900 anos, valha ainda a pena dizer: VIVA A REPÚBLICA.

(Clicar na foto para zoom)






Visitas ao LIMONETE


Esta é uma publicação que não irei fazer todos os dias, até porque não quero dar a ideia de que ando a competir com outros blogues, porque não é o caso. Mas, a partir destes números que noutros dias têm sido maiores, o compromisso com os meus leitores aumenta.
Abaixo (através de copy paste do próprio blogue) publico as visitas feitas de 3Out.16:00 a 4Out.15:00:
Visualizações de páginas por país

Portugal 137

Brasil 18

Ucrânia 4

Suíça 3

Reino Unido 2

Estados Unidos 1

Obrigado pela Vossa visita.

domingo, 3 de outubro de 2010

Concurso Nacional de Música 2010

Hoje em Seia, no Cine-Teatro Jardim, o Coral Cantigas de Tavarede foi apurado, depois de uma extraordinária exibição, para a final do Concurso Nacional de Música a disputar em Beja no próximo mês de Novembro.
O Concurso Nacional de Música 2010, promovido pelo INATEL, obrigou a uma fase preliminar de apuramento de diversas Filarmónicas e Grupos Corais das regiões de Aveiro, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra e Leiria.

Nesta 2ª fase de apuramento o Júri decidiu que seria o Coral Cantigas de Tavarede, do qual faço parte com algum orgulho, a representar o Distrito de Coimbra na final em Beja.
Parabéns ao Maestro João Cascão e a todos os elementos do Coral por esta vitória que distingue, mais uma vez, os pergaminhos da SIT e da freguesia de Tavarede.

Em baixo, o Coral Cantigas de Tavarede:



Nota: ir ao Youtube para visualizar melhor

sábado, 2 de outubro de 2010

A situação do País



A maioria dos portugueses que já sofrem e vão sofrer ainda mais com as medidas de austeridade agora implementadas, sabem que são verdadeiras as afirmações de Frei Fernando Ventura. Infelizmente a verdade aqui dita (que só é revolucionária quando convém) não vai agradar aos culpados da crise. "Quem tem olhos para ver que veja; e ouvidos para ouvir que ouça."


Pouco mais há a acrescentar, pelo que direi apenas, como disse aqui, correndo embora o risco de me repetir, que bem pode Frei Ventura pregar os pregos da verdade e da moral, nesta política molesta: "os pregos entortam, porque a madeira não presta".

PS: Ver aqui quem é Frei Ventura

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Centro Escolar de Tavarede


"O movimento de máquinas e homens denuncia que ali vai ser erigida obra. Neste caso, as aparências não iludem: os trabalhos de terraplanagem do futuro Centro Escolar Tavarede/S. Julião já começaram. A obra arranca a seguir, dentro de duas semanas. O equipamento integra o Jardim de Infância e o 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB)."

Uma boa notícia para a freguesia de Tavarede, para os pais e para a população estudantil de Tavarede, Chã, Quatro Caminhos e Bela Vista.

Só não se percebe muito bem é que estando o complexo escolar implantado na paróquia de S. Martinho, seja chamado de "Centro Escolar de Tavarede/S. Julião".
(Clicar na imagem para ampliar)

Escola Bernardino Machado (II)


Na sequência da notícia dada aqui, transcrevo a posição do Sr. Presidente da Câmara Municipal da Figueira sobre o assunto:

“Não abdicamos” da Escola
Bernardino Machado

O presidente da câmara garantiu ontem que vai ter, no dia 13 de Outubro, uma reunião com o secretário de Estado da Educação, para lhe dar nota «de que não abdicamos de ter um pólo de ensino técnico no concelho». O autarca respondia assim ao deputado do Movimento Figueira 100%, António Jorge Pedrosa, que levou à assembleia a «preocupação» com o eventual encerramento futuro dos cursos profissionais da escola Dr. Bernardino Machado (ver edição do passado dia 30 de Setembro), chamando a atenção para a importância da existência desses cursos, para as empresas da região e como saída profissional dos estudantes. Uma matéria subscrita por Isabel Sousa, do PSD, que referiu o equipamento existente e o investimento efectuado.
João Ataíde esclareceu ainda que, nesse encontro com o responsável governamental, falará sobre a perda do concelho de ensino superior e que chamará a atenção para o facto de que esta (saída profissionalizante) «pode ser um nicho dominante em acções de formação».
Aliás, o autarca adiantou que está já em fase “embrionária”, um protocolo com Instituto Politécnico de Coimbra, para que sejam ministrados nesta cidade, cursos de Agro-indústria, robótica, papeleiras «e outras vertentes que podem ser preenchidas. Estão a ser ministrados em Coimbra e o concelho tem condições óptimas para os ministrar aqui» e por isso, frisou, «faz todo o sentido manutenção de uma escola técnica que terá continuidade num grau superior».

Nota: antiga Escola Industrial e Comercial, Tomás Bordalo Pinheiro.